Biolokos

Em Outubro de 2001 um grupo de "crianças" do secundário foi praxado na FCUL. Em Janeiro de 2005 surge o Blogspot desta geração de Biólogos que, certamente, conquistará o mundo. Este é o nosso diário.

janeiro 16, 2005

Crónica Maldoriana - Parte I de não sei quantas mais...

Ah pois é! Vem aí o ApoE? (pera lá, João - isso era para outra altura!) - Este foi o moment private joke do meu post: prometo que perceberão tudo o resto! Já sabem como sou! Um bocadito inconsequente mas por vezes (muito raramente) com alguma, diria mesmo, certa piada!
Após alguns dias de observação atenta às intervenções deste blog decidi surgir por entre as brumas qual rei D. Sebastião qual quê!
Antes de prosseguir com o meu discurso a que alguns já apelidaram de complexo, comparando-o mesmo à ininteligibilidade dos discursos do nosso querido presidente Sampaio, gostaria de congratular (sim Beatriz, esta foi por ti!) o nosso querido spray nasal - Vix Vapo Spray (aka Veliça) - pela sua arrojada mas também suprema ideia de levar este projecto à frente! (espero que tenha todo o sucesso e sobretudo a participação incessante de todos os biólogos da colheita de 2001/2005, já que outros projectos não tiveram a participação desejada!)
Sem mais delongas, tenho de dizer que não esperava o sentimentalismo inicial denotado por algumas mensagens de tão conceituadas personagens do nosso panorama académico. Mas, se formos a analisar melhor a questão - é compreensível tal atitude! Afinal de contas, o nosso percurso pela FCUL irá terminar, se tudo correr bem, este Verão! Cada um seguirá o seu caminho, mas creio que todos esperamos que este blog nos permita matar saudades daquele desgraçado(a) que durante alguns anos nos atazanou a cabeça por certos e determinados motivos...
Criei alguns amigos; perdi outros; assisti a conflitos; a parvoeiras incessantes por parte de alguns elementos desestabilizadores do nosso curso a quem deviam ser dadas 10 chibatadas (ou vergastadas - a Sónia já me tentou explicar as diferenças mas eu teimo em usar arbitrariamente qualquer um dos termos) por cada vocábulo ou expressão ridícula que usam e que depois pega moda em toda a faculdade; a jantares do demo em que a rambóia é constante; a saídas em que os índices (não, não quero chocar mais ninguém com os tão afamados índices - daí que peça que substituam índices por níveis quando estiverem a ler esta mensagem de Ano Novo) de diversão atingiram picos que rebentariam certamente com uma qualquer escala que permanece por inventar...
Poderão perguntar-se agora: - Mas será que este palhaço não pára de falar? Ou então: - É pá, isto começa a parecer demasiado piegas - vou mas é ver o Canal Parlamento! Têm toda a razão!
Afinal de contas, o que interessa mesmo não são os conhecimentos adquiridos (ou não) nestes quatro anos nem o desenvolvimento do nosso know-how (perdoem o termo, mas após intensa indagação por sinónimos fiquei-me pelo estrangeirismo - poderão espancar-me quando estiverem ao vivo comigo) de laboratório - são isso sim as pessoas que conhecemos e todas as experiências que vivemos com elas! (nomeadamente, os devaneios nas práticas, as conversas laterais, o anhanço de tantos nós, entre muitos outras...)
Bem, isto já vai longo e a pieguice acumulada ficou retida aqui neste post. Prometo que no próximo falarei de outros temas mais prementes referentes à nossa sociedade tais como o preço do quilo de carne no Pingo Doce; a actualização do IVA nas actividades isentas de imposto; o aumento exponencial da colónia microbiana existente tanto no sovaco da Luísa como na minha boca; das entradas que Pedro Veliça apresenta no seu escalpe já por si ridículo e, talvez o mais importante, o que fazer ao cabelo do Senhor da Membrana quando este o cortar! (Haverá aterros sanitários suficientes para tamanha quantidade?)
Sem mais delongas, cumprimentos cordiais do repórter do planeta Oeiras...

4 Comments:

At 1:27 da tarde, Blogger Vilas-Boas said...

Isto leva-me a pensar o que é que a tua boca e o sovaco da Luísa andaram a fazer...........................nojo!...

 
At 4:14 da tarde, Blogger Echuu Shen-Jon said...

Desta vez tenho que dar razão ao Buenas... A cada maluco o seu fétiche!

 
At 10:17 da tarde, Blogger AlexR said...

Cá está, merece ou nao o prémio "o letrado".
Queria ser como tu, mas mais bonito.

 
At 12:24 da manhã, Blogger Echuu Shen-Jon said...

Querias ser como ele mas mais bonito... Vê o lado positivo, és mais magro!

 

Enviar um comentário

<< Home